quinta-feira, 23 de abril de 2009

Eu e os tecidos - futton e porta-retrato na prancheta

A belezoca pré-adolescente aí de baixo é minha modelo predileta. Para tentar dar uma melhorada na minha produção, ela topou fazer a foto sem cachê,porque vocês sabem que sou mão-de-vaca, pão-duro e sovina. No caso, quero falar das duas coisas, o banco de madeira e o almofadão, um futon ao meu estilo, bem caseiro.



Primeiramente, não será novidade, as duas peças são frutos do quê? Isso, ganhou um doce quem disse que é fruto do reaproveitamento. Como assim? Bem, o banco é produzido com madeira de paletes recolhidos em uma indústria de refrigeradores aqui da minha cidade, a Metalfrio. Eles doam a madeira para um projeto social do qual faço parte, o Desafio Jovem Peniel
Esta ONG é ligada à igreja Peniel, na qual congrego. A ong mantém um programa de recuperação de dependentes químicos, gratuitamente, e um dos projetos é a laborterapia, onde temos a marcenaria, que produz alguns móveis com as madeiras doadas.
Este bancão, com três cadeiras e uma mesa de centro custam - abram a boca e pasmem! - cerca de R$ 600,00. Só! Porém, o mais legal é que, enquanto os rapazes, adolescentes e senhores jogados às traças e consumidos pelo vício tentam reciclar suas vidas, pelo poder do amor, das orações e da palavra de Deus, fazem a reciclagem de madeira e também de garrafas pet, que são vendidas para custear o programa de recuperação.
Eu sou louca pelo Desafio Jovem Peniel.... uma obra de amor a Jesus, ao planeta e aos homens.


Já quanto ao futton caseiro (bem, futton, futton não é, mas dei um formato parecido) era o colchão de espuma do berço que acolheu a meninada de casa. O povo cresceu e o colchão ficou pra lá e pra cá. Doei o berço e não sei porque não doei o colchão. Resolvi. Cortei o cara com uma faca de cortar pão, daquelas serrilhadas, e costurei o tecido a mão. Não fiz fotos, mas foi assim. Cortei as partes de cima e de baixo com uma sobra de uns 3 cm e, para as laterais, uma tira com a mesma sobra e costurei as laterais nas partes maiores, com uma costura parecendo de colchão. Nunca vi nada igual, mas, ao vivo, deu um ar de futton, acredite. Baratinho, baratinho. "Nossa, ficou super bem feitinho", elogiou minha mãe. Eu acreditei. Sem contar que um futton custa o que eu não ouso pagar.

A seguir, temos a cadeira do jogo. A almofada do encosto fica em pé porque tem uma madeira entre as espumas. Era assento e encosto de outra cadeira velha que reaproveitei também. Acho que seria mais legal se pegasse todo o assento da poltrona, mas também é legal deixar a madeira um pouco a mostra, já que não compromete o conforto.
Eu acho tão chique!!!!! Rsrsrsrsrssrsr. Coisa de pobre????

Sei lá. Mas tenho convicção: coisa de pobre - brasileiro, pelo menos - é conta, crediário, prestação, carnês e milhões de faturas pra pagar. Se não fosse assim, como teríamos, né G.Aronson, né Samuel Klein (vulgo dono da Casas Bahia)???
Então pra organizar o que chega pra pagar, usei uma prancheta que fica pendurada na cozinha. Acho que tinha meia dúzia de pranchetas, sobras de uma pesquisa que realizei uma vez. Tentei fazer algo bem bonitinho, com restos de tecido da colcha do quarto da Joana - minha modelo da primeira foto - e algumas fitas, um restinho de jeans. Deu nisso aí.



Uma primeira experiência meio meia-boca no visual, mas que resolveu muito a questão dos atrasos, das contas perdidas e do Cézar reclamando: "você nunca sabe onde estão as contas..." Na verdade, Cézar, eu nunca sei mesmo onde é que está o dinheiro, este eu queria saber sempre. Hehehehehehe. Dá pra deixar uns 50tão no bolsinho rosa? Ali eu acho facinho, amor .... posso pagar a modelo.


Já a segunda experiência foi este portarretrato ou porta-retrato para a Dani, amiga da Jô. Levei uns milhões de minutos para fazer, mas consegui.

O fundo é um morim baratinho, colado com cola + água. Depois, umas fitinhas, uma rendinha, e corações e o D, da Dani, com feltro. Os corações são colados somente em algumas partes - estrategicamente, obra de projetista - para que se encaixem as fotos. Demos com uma das lembranças de aniversário para ela.

Olhem os detalhes mimosos!!!!



Cola, tecido, linha e agulha, pouco custo, reaproveitamento 100%, eu e Joana - dando muuuuuitos palpites. Pra mim, uma receita de sucesso. Precisa ser aprimorado, claro, mas um sucesso, até aqui porque, se economizamos na grana, gastamos na convivência, nas risadas e no amor. Metida? Nada. Ainda não consegui fazer uma roupa na minha máquina de costura. O apóstolo Paulo dizia que tinha um espinho na carne para que não tivesse chance de se gloriar. Eu, pra calar meu ego, também tô assim: consigo colar tecido, mas costurar uma blusinha sequer..... nada, pra não me gloriar....
Beijos no coração e que vocês vejam Deus cuidando individualmente de cada uma, nos pequenos e grandes momentos da vida. Na riqueza ou na pobreza.

19 comentários:

Bibi disse...

Coisa de pobre???????????????

Nossa, mas tá lindo!

Margaret disse...

Adoreiiiiiii...pode ate nao saber costurar blusinha mas no resto arrasou....
E a pose da modelo, tipo to cansada de tanto trabalhar? Relaxando após o serviço.
E adorei a ideia da madeirinha pro encosto ficar em pé...
beijoooooo

Talma disse...

Flor linda...fico tão contente quando vejo um post seu, ainda mais esse: todo cheio de novidades.
Santa criatividade aquele futton e a prancheta, mas...que obra linda que Deus opera, através da madeira que ajuda seus marceneiros.
Lindo de tudo.
Beijocas flor!
* modelo, vc é gata!!!
* Cezar...reclama menos e colabora mais, querido.

Isabel Cristina disse...

Ana, lindos os móveis do projeto social! Adorei a idéia das pranchetas, e vou copiar (posso?) e fazer lá em casa. Meu marido já vem me falando isto ha um tempão, para providenciar uma prancheta para colocar as contas (ele vive reclamando que não sei onde guardo as contas). Eu não achava muito prático, mas aí vc veio com a idéia de colocar bolsinhos na prancheta e eu adorei!! Beijocas

Sonia-mae dos reguilas disse...

amei...o banco e a cadeira estão lindoooooos e as pranchetas tb muito lindinhas

Lola disse...

Ana,
conheci o seu blog hoje e gostei muito, principalmente da parte em que se identifica como filha de Deus.
Eu sou portuguesa e também sou uma filha de Deus, amo Jesus - Ele é o meu Senhor e Salvador.
Parabéns pelo seu blog. Já adicionei nos meus favoritos :)
Deus abençoe
Lola
Aveiro (Portugal)

Claudia disse...

Adorei!
Primeiro, os móveis são lindos, a idéia do futton perfeita e a prancheta uma graça, mas o que eu adorei mesmo foram os seus comentários sobre as contas. haha! Em casa é igualzinho.

Beijos

Lets disse...

Menina, tá tudo lindo! E não tem nada de pobre. Já ouviu dizer que "chique é ser inteligente!"?
Pois é...
Bjokas e ótimo fim de semana!
Lets

Amanda disse...

Larga mão de ser humilde Ana, tem nada de pobre aí não... o chique amor é ter estilo e isso vc tem sobrando flor! Amei tudo!

Isabela Kastrup disse...

Uau Ana, arrasou mesmo! Parabéns querida, criativa e talentosa!

Bibi disse...

Adicionei, ok?

Gabriela Gonçalves disse...

Como assim pobre?? Futton é tudo!!
Ficou lindo!
bj

Edna Fadinha disse...

Mas essa mulher é criativa demais.Adorei o banco e a prancheta ficou original com esses bolsinhos.
Bjs

Eliene Vila Nova disse...

ana eu só ficava em frente da penteadeira quando tinha meus 14 anos, srsrs...porém confesso que estou querendo adquirir este hábito, não tenho paciência, só que a gente passa um dia tão corrido e precisa de um minuto para cuidar de nós mesmas com paciência, sem pressa,rsrsrs...ah e não suma, você faz muita falta, beijos

Isabel Cristina disse...

OI sumida, só passei para lhe desejar um ótimo feriado! Beijos

Juliana! disse...

Ana querida, que móveis lindos!
Aaaaaaaaa, queria ver o puff...
As pranchetas ficaram lindas e super divertidas. Ô mulher criativa!
Super beijo

Rose disse...

Oie Ana!
Lindo o trabalho com os dependentes quimicos, parecido com o trabalho da igreja renascer nessa área... só o amor de Deus é capaz de transformar essas vidas e o trabalho faz com que eles se sintam úteis novamente. Amei as cadeiras, as pranchetas e ri muito também...tava com saudades, beijos e ótimo fim de semana, beijokas na modelo linda.

Débora Fouraux disse...

Olá Ana! Td bem? achei seu blog e adorei! parabéns pelos trabalhos! Parabéns! vou virar seguidora ta? passa no meu blog depois pra conhecer! Beijao! ;*

Débora Fouraux disse...

Oi Ana, adorei o comentario! muito obrigada! Beijao!