sábado, 17 de julho de 2010

Combatendo a blogdependência

Amo este blog. E os outros blogs, o de vocês, também amo demais. Estou entre os quase compulsivos por eles, gastando horas e horas de um dia que deveria estar sendo usado para outros fins, por necessidade profissional e pessoal.

Então, resolvi dar uns dias pra mim e pra ele, pra vocês e até pra Deus agir na minha vida. Sofro com vícios na família e percebi que a coisa estava ficando feia comigo também. É muito fácil enfiar o pé na jaca e passar da conta quando algo nos dá prazer. Talvez nem entendam direito, mas já passa de um mês. A roda da vida continua girando ligeira, as crianças ganhando centímetros, experiências, tornando-se trabalho dobrado, como diz o velho ditado. Outras coisas continuam como dantes.... enfim!

Passo para deixar um beijo e contar que continuo visitando todo mundo, esperando comentários aqui, para manter um vínculo que não quero perder. Mas com o freio de mão puxado pelas circunstâncias.

Mas pretendo voltar. Porque escrever faz parte de mim, falar com as pessoas, trocar experiências, me inspirar e me instigar também. E, isso, o blog e o relacionamento com vocês proporciona. Vocês são algo tão bom que virou cachaça!!!! rsrrsrsrsrsrsrs. Estou na terapia, aguenta aí, que já, já estarei bem. Beijos aos montes.
Ana Maria - Ana B

9 comentários:

Claudia disse...

hiaAninha, acho que todo mundo passa por uma situação destas, eu tb tenho que me policiar pra não ficar o dia todo nos blogs, principalmente agora trabalhando em casa, fica difícil fazer o tempo render com tantos afazeres, mas espero que com a terapia (rss) vc melhore e volte!

Beijo

Coisas simples da vida disse...

Oooohhh ana... eu lhe entendo pode ter certeza..... mas por favor não vá embora não..... vou torce para você ficar e sempre que possivel deixar um recadinho....você sempre nos acrescenta quando escreve por aqui.
um grande beijo
Telma

Cintia Branco disse...

Ana,

Um pit stop é sempre bom. Retome a rotina, reveja as prioridades e volte quando puder que estaremos aqui te esperando. Sempre quando algo está tomando uma proporção muito grande na minha vida, repito para mim que aquilo não é a minha vida, faz parte dela, mas não é só isso, e tem me ajudado muito.
Beijos

Denise Lopes disse...

Oi Ana que bom rever seu post...gosto muito de seu Blog, de suas estórias de vida e forma como nos conta um pouco do seu dia a dia...compreendo também essa sua situação...acho que se torna um vício mesmo dentro da gente...já falo da fulana e da ciclana como se estivessem sempre aqui em casa...é mágico, contagiante...sabe uma que adoro, essa do andar de cima...querida Cintia...Bem estamos te esperando de braços abertos...beijos

Eliene Vila Nova disse...

oi amiga
Eu entendo você precisar de um tempo, mas por favor não esqueça de mim.
Estou com muita saudade e por favor quando tiveres um tempinho passa lá no msn.
Te espero.
Teamo.
Beijos.

Sandra disse...

Ana, que bom que você deu sinal!!

Falei de você no meu último post.

Abraço!

lilly disse...

ana, seiu como é dificil conciliar nossa vida de mae, trabalhadora, dona de casa, e blogueira.
fique a vontade de postar quando tiver vonmtade sem se sentir pressionada...
mas vamos continuar falando por e-mail, trocando ideias...
bjs
lilly

Talma disse...

Sobre todas as coisas boas e as que continuam como dantes, estou aqui, tá?
talma.martins@gmail.com

Talma disse...

Me escreva...