sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Overdoses: meninos, artesanato, chuva e sono bom



Agumas coisas me fazem bem: meus filhos, artesanato, chuvinha fazendo seu barulho - tá certo que tá estragando o mundo ou pelo menos devolvendo o que nós fazemos ao mundo! - e uns cochilos. Tenho frilas pra fazer, mas me propus a ter tempo pra isso, neste restante de férias.




Ontem foi um averdose. Na quarta, caí num lexotan básico e dormi até 10h de quinta, um sonho de sono que me deixou preparada para a festança.






Ok, não durmo assim linda, fofa, maquiada, enfeitada e relaxada com meu biquinho angelical desde que rompi meu contrato trilhardário com a Globo e deixei de participar da novela das oito. Concorda que a Luciana tetraplégica, jogada na cama da UTI continua mais linda que nós?


Depois de um café com lei, saí, de mototaxi porque estou uma sem-carro, entrevistei um sargento sobre programas de prevenção a drogas nas escolas, o Proerd - e eu, ainda songa de lexotan, fazer o que?-, voltei, almocei e o toró caiu.... Escrevi uma matéria para o Via Gospel, sobre o bom samaritano. Revisei uns poucos textos. E encerrei o expediente.


Ninguém muito a fim de ver filme, de ver TV, de ir para o playstation, PC meio esquisito e dando piti, não sei o que deu nos dois filhos que restaram em casa - o Vinícius está em missão fora da cidade, até domingo, jogando futebol. A Joana até fez uma chapoza para sair e tomar sorvete com duas colegas. Mas, seguindo a principal lição do Proerd, que é evitar a situação que possa gerar o problema (no caso a chuva e ter que caminhar uns 2 quilômetros), abortou a ideia do milk shake.


Assim, de bobeira, varamos a tarde, chegamos à noite. Umas corridinhas deles na TV pra ver "I Carly" ou "Malhação", uns ouvidos atentos para algumas notícias e varamos mesmo, até 22h, os três - eu, Teo e Joana -, brincando de artesanato. Uma boa garrafa de café, para todos, um pacote de bisanguinha para o Teo. Ensino a pintar, a colar tecido, a fixar os guardanapos... Às vezes, não concordo com a composição de cores que escolheram, acho juta melhor que algodão, eles não me ouvem. Deixa como está, cada artista com sua criação. Eu estou ali para mostrar como faz e não pra dizer o que fazer.


Imagem: sidneiart.blogspot.com O artista aceita encomendas para este e outros painéis que faz






A câmera ficou esquecida na casa do meu irmão, então farei fotos reais com o resultado do dia com arte depois.



Porque rendeu.... toquinhos e ripinhas receberam decoupage, assim como a tábua de construção mais arregaçada que já encontrei. Esta estava machucada, eles criticaram até, dizendo que eu ia gastar tinta e material naquilo, mas tá bonita com suas magnólias rosa-transparentes. Fizemos quadrinhos com guardanapos, repintamos caixa de mdf, até arte francesa 'inventamos' de aprender, usando uma caixinha de papelão porque não tinha uma daquelas molduras fundas para fazer a instalação.


Joana criou um molde para fazer uma bonequinha de feltro, porém emo. Isso, nada de cute, vai ser emo, com aquela franja atravessando a testa, cobrindo um dos olhos.... para presentear a prima. Acho que vai ficar cute rsrsrsr. Mas gosto de vê-los buscando colocar seu universo nas técnicas que existem.


Imagem: alexiamoraes.blogspot.com. Olha que graça esta bonequinha emo de papel com seu guarda-roupas completo.



Quando marido chegou meio respingado, 21h, corri para fazer o jantar. O 'ateliê' era não somente na cozinha, como era a cozinha inteira. A mesa de jantar, a pia, a mesa de apoio, o fogão... Empurrei umas coisas para um canto, outras para outro, dobrei uns tecidos, pra disfarçar a bagunça e liberar espaço.




A foto é da Luciana Murta, mas na falta de uma minha, usei como referência, porque esta mesa estava organizada, diante das nossas.... Vale a pena conhecer o blog dela, cheio de scraps e artes legais. Porque para criar, é importante bagunçar.... quase sempre.





Esquentei arroz e feijão com bacon. Refoguei batatinha e cenoura com carne moída e uns pedaços de costela cozida. Para as crianças, não coloquei, mas, para os adultos, engrossei este cozido com um delicioso molho de curry, de esquentar a alma e o estômago, de tirar o picadinho do trivial. Aqui, um aparte: gosto de fazer isso, 'requintar' o trivial. Para isso, molhos de queijos, creme de leite, curry e alguns temperinhos salvam a pátria.




Meu super prato ficou mais simples, mas este, da traineedecozinheira.blogspot.com está super apetitoso, concordam? Dá uma passada lá pra conhecer os dotes da moça.



Nesta altura, Teo já tinha se cansado da brincadeira e foi para a sala, montar barraca com colchão, edredon, almofada, travesseiro, sofá. Há muito tempo ele não fazia isso. Preferiu jantar lá no seu acampamento, comida servida na tijela, colher e lanterna do celular para iluminar. E todos acharam o jantar delicioso... rsrsrs. Carne moída com batata e não sobrou nada.



A cabana também não era bem essa, mas vale a referência e conhecer o blog bebêcomestilo.blogspot.com.


Depois, ele e Joana transferiram o acampamento para o quarto dele.


Concluí os trabalhinhos e fui guardar as tranqueiras. Pincéis, latas de linta, vasilhas com cola, pregos, martelos, milhões de coisinhas, potinhos, caixinhas, figuras. Na parede, minha nova tábua decoupada. Na mesa, encostados na parede, algumas peças ainda secando. Parecia um show-room de lojinha de decoração artesanal ou uma feirinha.... kakakakka
Feira em Tavira, Portugal. Imagem do blog O sopro do coração. Lá, falavam de uma arte chamada trapologia, vou pesquisar pra ver o que é.

Cansadíssima, achei que dormiria o sono dos justos depois daquela overdose de bons momentos. Não precisa de over de tranquilizantes, porém, por via das dúvidas e porque pretendia dormir bem e feliz, parti o comprimido ao meio. Prudência, dinheiro no bolso, canja de galinha e um tiquinho de calmante não devem mesmo fazem mal a ninguém. Ainda estou mareada.....

Este negócio de sair no Google, catando foto, me levou a novos blogs nos quais fuçarei mais.... confira o pessoal aí de cima tb. pode dar sono ou acalmar. Bj

6 comentários:

Saron disse...

Oi Ana,aproveitar esse momentos familiares é super bom.Só faltou mesmo o artesanato feito por vcs, vou ficar esperando as fotos.
Bjos

Nana disse...

Amiga, aproveita que o tempo passa o tempo voaaa e vc fará tudo com seus netos novamente hehehe
bjsss

Gabriela Gonçalves disse...

Estou nesse período de ócio, mas a preguiça anda tomando conta do meu ser. Aos poucos estou de volta...
bjus

Rita de Cassia disse...

Foi um dia super não foi? Tem coisa melhor do qeu ver nossos filhos em processo de criação? Artistica claro!
bj bj bj

Ah! Numa noite dessas fiz um relato sobre a tua quase viagem para minhas meninas, demos muitas risadas.
bj

Susi disse...

Ana, voce é o maximo, ri demais da conta com seu comentario e agora lendo seus post's,vou repetir a dose quando o marido chegar,quero gargalhar de novo. Menina do céu, ta pegando fogo por ai é? Bom, Tres Lagoas sempre foi quentinha né? Sabe que quando nos mudamos dai para Rio Grande do Sul,quase morremos de frio no primeiro inverno o meu agasalho mais pesado era um moleton,imagina a correria para as lojas atras de casacos pesados.Ana,nao tenho seu e-mail gostaria de enviar os endereços via e-mail.
beijos

Regiane disse...

Olá Ana Querida
Quanta energia para dar conta de fazer tanta coisa!
Você é muito criativa e tenho certeza que logo,logo vai estar inventando mil coisinhas...
Beijocas
Regiane