sexta-feira, 21 de maio de 2010

Jogos americanos

Sou funcionária pública e isso implica em muita mordonia, diz o senso comum. Mentira. Existem vantagens e desvantagens, como qualquer função, seja pública ou privada.

Minha jornada de trabalho começa às 7h e acaba às 13h. Seria uma grande vantagem, não fossem as suscetibilidades do jornalismo, como a pauta não ter hora para ocorrer - sábado, domingo, feriado, 16h, 21h. Raramente saio às 13h. Fazemos a cobertura dos atos dos vereadores para um site, um programa de TV, um programa de rádio e colunas que saem nos jornais locais, além da assessoria para a imprensa.

E, caso conseguisse sair às 13h, ainda assim não conseguiria fazer uma coisa que amo e da qual sinto falta: almoçar com os filhotes. Marido é quem se vira com eles. Deixo almoço encaminhado, ele pega na escola, complementa o cardápio e serve, porque 13h as crianças já têm outros compromissos.

Porém, sempre há um porém, nesta semana ele viajou e tive que sair mais cedo para pegá-los. Conclui: às vezes comem na frente da TV e, quando vão para a mesa, não estendem toalha, é mesa e prato e pronto. Graças a Deus, mas poderia ser melhor. Quando estou lá, sirvo tudo fofo, coloco mesa - mesmo quando nos servimos no fogão - e acho isso imprescindível. Não é crítica ao Cézar, mas a mim mesma, viu!!!

Quer ver como ir à mesa é imprescindível? Sábado foi uma colega da Joana passar o dia conosco e, no contrapeso, levou o irmãozinho de 7 anos. Nos sentamos para o tradicional macarrão de sábado do qual já falei. "Nossa, vocês são mais ricos do que nós", disse o irmão da Fer, o Arthur. "Somos nada. Por que você acha isso?", perguntei. "Vocês até comem na mesa!", exclamou o pequeno e adorável convidado.

Então, acho que é riqueza comer junto, conversar, discutir, saber, almoçar junto todo dia, sem perder esta mania, é coisa cara. Principalmente sentida quando não temos a chance.
Decidi, por isso, que vou ajudá-los a por a mesa com lugares americanos, ou jogos americanos. Ficará mais fácil para eles. Tínhamos uns de plástico, by R$ 1,99, mas estão velhos e desestimulantes. Achei estes que me parecem inspiradores.



Este é um dos meus prediletos. Tem PAP aqui.



Modelos da Ana Sinhana, lindos à venda no blog dela.



Além dos jogos, amo estes trilhos que atravessam a mesa. Mais fáceis de fazer. Acho que posso deixar tudo montado para eles







Terei que arrumar tempo e inspiração para costurar os meus próprios jogos. E vocês devem estar pensando: funcionária pública, sai cedo de trabalho, pode muito bem fazer. Mas, para ter uma noção, quando saio não chego em casa tão cedo, porque faço frilas para a revista e para outros jornais etc, etc. Na hora que chego, tenho que preparar jantar, ajudar nos deveres escolares, apaziguar conflitos, beijar muito, opinar sobre a cor do esmalte, passar creme nos cotovelos secos (amo, amo, amo tudo isso). Ultimamente, tenho que estudar matemática, junto com Joana, que vai fazer a olimpíada da matéria (isso não amo muito não!).

E depois, vocês ainda podem pensar: bem, trabalha muito, ganha bem, melhor comprar pronto. Mas vocês conhecem este tipo de gente que quer fazer??? Este tipo de gente que só está funcionário público? Prazer.


A funcionária pública, jornalista e mãe aqui, tá sem câmera fotográfica... isso é pior do que esticar o expediente. É retardar postagens e ter que se valer das fotos alheias. Beijos

13 comentários:

Lena disse...

Ana querida, vc é das minhas nada como uma mesa bem bonitinha, adoro decorar os pratos tbém, outro dia fiz um coraçãozinho com o purê de batata p/ filhinha (18anos) que estava meio doentinha, ela adorou o carinho e descobri que agora é papel de parede no cel celular, AMEI !!!
bjão, bom final de semana!!
lena
ah, adoro jogo americano, uso muito!!!
+ bjs!!

Ana Matusita disse...

Ana, sabe que eu trabalho em casa (é só atravessar o quintal e chego no meu "escritório" e almoçamos juntos quase todos os dias. Mas, acredite, só fiz jogo americano pra minha própria mesa na semana passada!
Correria de todo lado, né?
Mas a gente vai levando...
Beijo grande, obrigada pela citação,
Ana

luciaretalho'sblogspot.com disse...

querida ficaram lindo e cores alegre fica tudo mais bonitos na mesa um final de semana abençoado bjo

Elaine Canha disse...

Oi

Lindo esse Jogo americano. Como vou começar me aventurar na costura agora vou fazer os meus um pouco mais simples, mas valeu a dica

Beijos

Cintia Branco disse...

Ana,
Também sou funcionária pública e me identifiquei muito com seu post.

Gostei demais do que encontrei por aqui. A crônica sobre o goleiro é fantástica!
Parabéns, sua casa é linda!
Já estou seguindo.
Beijos

Raphael Primos disse...

Aninha, esse blog sempre um sucesso! To muito triste que vocês não responderam meu email. Olha só, tava olhando o Analytics do meu finado blog, (que agora estou reativando) e vi que já recebi mais de 280 visitas no meu blog vindos do sou! Isso mostra o seu sucesso. Bjus e saudades, qualquer dia pego o telefone e você vai ter que me aguentar falar mais tempo! Muito bom ver vc escrever sobre rotina. Do seu enterno aluno!

Sandra disse...

Gente que quer fazer?? Conheço. Eu sou uma delas :)

nilceia disse...

Tambémsou funcionaria publica e penso como voce, o melhor é fazer....Parabens pelos trabalhos...

mariana disse...

adorei o post!!!
que bom que me achou!!!
embra que eu tinha falado que meu marido trabalhava em tres lagoas? agora foi transferido... esta em dourados...
sempre te visitao aqui, gosto muito!
se vier a campo grande me avise!
beijinhos!!!

Eliene Vila Nova disse...

Oh amore?
Porque somes do msn heim?
Estou com saudades infinitas de nossas conversas, ando precisando do seu colo,rsrsrs.Estou com uma virose horrorosa e fico assim dengosa,rsrs.
Te adoro.
Amo mesa arrumada, família reunida, sabores, cheiros, conversas...e amiga que jarra cara a que vocÊ disse, sabe eu sonho com um jogo de café de porcelana completo, um que tenha historia e ele está na casa da minha sogra, mas é difícil a negociação,kkkkkkk
beijos
beijos
beijos

Raquel disse...

Olá
Ai a muito tempo ando atrás de jogos americanos, eu acho que dá um charme todo especial em nossas mesas.
Se vc puder me passar endereço de quem vende ficaria muito agradecida.
Eu moro em Santa Catarina em Balaneário Camboriu, e aqui nunca acho nenhum legal.
Super beijos

Talma disse...

Aninha,
Aqui em casa, depois de ver a rapidez com que meu filho comia e com a Mariana crescendo, pegando sozinha o talher, adotei a mesa como parceira.
E como a empregada sou euzinha mesmo, me atrevo a colocar a comidinha em travessinhas de louça ( as de plástico eu deixo para os churrascos, lá fora) porque se a gente ficar guardando no armário, que graça tem? Afinal, prá que servem essas fofurices, não é?
Só que molho de tomate e toalha branca se atraem amiga!! Então, nem me atrevo a ter toalhas no dia-a-dia...rssss.
Tenho dois joguinhos americanos "by-one-nine-nine" plásticos e muito bonitinhos
Terminou o almoço? Tem molho derramado? Borrifo álcool e pronto.
E a sensação de comermos todos à mesa, mesmo com brigas de "mastiga direito, guri!" e coisas assim, é bom demais: agrega.
E seu pequeno convidado tem razão: poder comer todos juntos à mesa, enriquece.
Boa sorte!
Bjs querida!

Susi disse...

Ana, to enrolada nos cabelos das pernas (como dizia minha Vozinha), colocando a bagunça em ordem, viajar é bom, mas qdo a gente volta é um Deus nos acuda. Adorei esse post mil coisinha lindas!
bj