terça-feira, 9 de março de 2010

Flores, bichinhos e o tédio das crianças

Fiz este arranjo para o aparador, com as flores que recebi pelo Dia Internacional da Mulher, no trabalho. Usei uma velha cafeteira/leiteira que ligava na tomada para esquentar os líquidos. Acho que isto se chama ebulidor e não vejo mais em lugar nenhum para comprar. O meu, perdeu o plug que encaixava no rabicho e, portanto, perdeu a função 'ebulidora'.

Como tudo na vida de uma mulher prática precisa ter função, serviu de vaso.



Este era o buquê. Guardei a embalagem porque é muito lindinha e, com certeza, terá serventia também.

Aqui, apresento Raj, o porquinho da Índia.
O Raj é o mais novo habitante da Arca de Vinícius, este ser que chora porque quer que eu compre um pintinho ou um cabritinho ou um porquinho ou um bezerro para ele criar no quintal aqui de casa ou que o autorize a fazer testes como goleiro em alguma equipe grande do Rio de Janeiro ou São Paulo, porque ele vai passar no teste e vai embora, iniciar carreira de grande jogador profissional, que vai morar nos Emirados Árabes ou em Barcelona, quando tiver 16 anos e já estará defendendo a Seleção Brasileira e que eu estou impedindo porque ele já tem dez anos e tá ficando tarde para iniciar no profissional porque ele tem que me obedecer em tudo e eu não obedeço ele em nada e nem deixo nada e esta vigilância sanitária só enche o saco proibindo as crianças de serem felizes porque uma criança só é feliz com um monte de animal aqui na cidade. Afff!
Mas que depois para e respira: tudo bem, enquanto eu não deixar ir para fora eu posso colocar para estudar inglês e jardinagem..... e deixar criar o Raj e deixar pegar a Maya e o Niraj na casa da mulher que está dando porquinhos da índia e comprar umas sementes para plantar e um papel de pipa. Pode? É muita ebulição pra minha cabecinha!!!!!!
Por que filhos têm que ter tanta pressa? Esta geração parece ainda mais turbinada, impulsionada com a presença da comunicação e das mídias super velozes em suas vidinhas. Aqui em casa chegam a dizer que estão entediados, meu Deus
Gente, não posso entender como uma criança pode se entediar. Estuda, joga futebol na rua, no quintal e no campo de treino, estuda de novo, faz tarefa, joga playstation, cuida dos animais, assiste TV, lava louça duas vezes por semana, arruma o quarto uma vez por semana, lê (de vez em quase nunca, confesso), brinca de bandido-mocinho, sobe em telhado e árvores, monta e desmonta um monte de coisa no quintal (com marreta, prego, pega o que não deve na despensa, no depósito de material) e quer mais..... Fico imaginando como não deve ser o tédio de um pequeno ser que mora em apartamento!
Só me resta dizer: calma, guri, um dia o bicho pega e tu vai pedir uma folguinha.

Por enquanto, pegue os seus bichinhos, brinque, acalme-se porque tudo vem a seu tempo, para cada propósito há um tempo certo debaixo do sol, diz o sábio Salomão, no livro bíblico de Cantares. Não ferve agora, reduz a ebulição, senão evapora tudo, acaba o gás antes da hora, filhote. E a vida de adulto, aí sim, será um tédio....

12 comentários:

Rita de Cassia disse...

Ana querida, também não entendo muito este "tédio". Aqui também temos quintal e criamos galinhas, mas elas acham pouco, querem cachorro, porquinhos da índia e hamster... pode?
Aja paciência!!!!
bj bj bj

Margaret disse...

Ana, pergunta pro filhote em plena ebulição se ele quer trocar de vida comigo.
Ele vem fazer tudo que faço na vida quase entediante de adulto e eu vou ai estudar por ele (prometo ler muito), brincar e coisa e tal.
De quebra ainda te ajudo a fazer artes.
Que tal?
beijoca

Fernanda de Oliveira disse...

Oi Ana, AMEI o arranjo que vc fez com o ebulidor, ficou muito fofo! Acho que em lojas que vendem aquelas miudezes de materiais elétricos vc consegue achar o plug que perdeu, embora eu ache que o novo uso ficou muito mais charmoso.

Já quanto ao tédio, a gente tb sente de vez em quando, que dirá uma criança que tem muuuuuita energia pra gastar... e a vontade de ter muitos animais até que é legal, ainda bem que ele os ama né, ao contrário da maioria das crianças que só quer judiar rs.

Beijoca e lindo restinho de semana =]

coruja disse...

Oii Ana,
tomara que esse "tédio" dure bastante ainda...rsss
Só mais tarde ele vai saber que tempo bom esse, né?
Bjks
Ana Lúcia

Débora Fouraux disse...

Oi Ana! O raj é lindo hein, e o Vinicius tbm! :D ahh criança é assim ne, até hj eu reclamo que estou com tedio, mesmo fazendo mil coisas ao msm tempo! uahuaha Beijoss

Denise Lopes disse...

Oi Ana nossa mãe é tudo igual e passamos ouvindo as mesma reclamações...Nossa essas crianças...Eu aqui em casa tenho um casal de lagartos e uma cobra...pode...filhos...beijos

Ana B disse...

É, meninas... tédio com tanta brincadeira é fácil. Difícil é encarar tantas atividades 'obrigatórias' da vida adulta. Né?
Mas eles, os filhos, são lindos, assim mesmo, acho muito interessante como eles amam tanto os bichos, têm uma identidade impressionante com eles.

Margaret, bem que eu queria uma companheira pra artes, ando tão sem companheira pra tudo, querida....

Obrigada a todas pelos comentários e muitos beijos...

Wlady disse...

Oi Ana! Aqui em casa a criança e a adolescente andam anciosas demais, com pressa demais. A adolescente acha que viajar sozinha, principalmente para o exterior, seria o de melhor agora em sua vida. Meu Deus, tenho que empurrar almoço e jantar, como ficaria 5 dias fora de casa!!!! afff, só tendo muita paciência para ouvir as diárias reclamações: você não deixa eu fazer nada .... blá blá blá .....
grande bjk

Lena disse...

Oi Ana, adorei o arranjo pena que as rosas duram tão pouco não é, são tão lindas!! Acho que aqui em casa a única pessoa que está livre de tédio sou eu,não fico parada estou sempre inventando algo p/ fazer mas as meninas (23 e 18)entram e saem do tédio c/ a mesma rapidez,mas ele sempre está por perto, o marido sente qdo passa o final de semana sozinho na fazenda ou qdo não faz nada na cidade, pode??
Xô tédio, vc não me pega!!
bjão,
lena

Lena disse...

vc ta me tirando é ??

Claudia disse...

Hahah! Filho é tudo igual mesmo, né? Só muda o endereço. O pior é que conforme vão crescendo vão ficando mais entediados e pra acabar com o tédio, inventam um monte de programas com a mãe servindo de motorista. Ai, ai, queria ter tempo pra sentir tédio, viu?

Lindo seu Vinícius!

beijos

Raquel Gomes disse...

Crianças... nunca estão satisfeitas!
São como adultos miniaturas!
A diferença é que elas querem crescer, e a gente só queria voltar pra barriga da mãe...
ô tédio de vida adulta, que não tem nem um tempinho para brincar!
Adorei o blog!
Beijos